Governo de Goiás

Centrais de Abastecimento do Estado de Goiás

Procure o que você precisa:
Sábado, 25 de Outubro de 2014
Notícias
Preço do tomate sobe em Goiás
22/07/2012 16h03 - Atualizado em 28/09/2012 16h56

O clima é um dos principais fatores que ditam a comercialização de cada produto nas Centrais de Abastecimento de Goiás (CEASA-GO). Para a atividade agrícola, o ano é dividido em três períodos: chuvoso, frio e estiagem.

O período chuvoso é pouco favorável para horticultores. A utilização de agrotóxicos é feita em larga escala, uma vez que a água da chuva impede a ação do produto. Com isso, o custo para a produção passa a ser maior. A qualidade de alguns produtos também é comprometida e com isso, sua oferta cai e o preço sobe.

No frio, apesar dos vegetais se adaptarem ao clima, há uma demora considerável na produção por retardar o metabolismo de algumas culturas sensíveis ao frio, como pepino, vagem, tomate, abobrinha. O reflexo disso é bem semelhante ao chuvoso.

Mas no período de estiagem - que se inicia agora em Julho - compradores da CEASA se vêem otimistas quanto ao preço dos produtos, mas se dizem descontentes com o preço do tomate. O mercado agrícola, por ser muito dinâmico, assegura a fartura e diversidade de alimentos, mas nem sempre garantem preço e qualidade a compradores como a dona de casa Celira Aparecida de Souza “O tomate está um pouco caro hoje, mas está bonito. O resto está no preço”.

De acordo com o gerente técnico da CEASA, Josué Lopes Siqueira, esta alta no preço do tomate – que tem afetado principalmente as regiões sul, sudeste e centro-oeste - se deve pelo reflexo na comercialização desta leguminosa nos meses anteriores “Os últimos meses não foram bons para o produtor, pois apesar da pouca oferta que na teoria elevaria o valor, o custo da caixa foi muito baixo em relação a esse período nos anos anteriores” afirma.

Isto gerou uma expectativa insegura quanto à produção de tomate, já que o receio de um possível prejuízo se tornou aparente para o produtor.

Apesar de o clima ser bom para o cultivo, o ciclo de frutos e leguminosas é maior que hortaliças, elevando ainda mais seu valor de mercado como afirma o produtor Wilson Amâncio “Essa época é boa para algumas culturas, as minhas não estão dando nada por serem sensíveis ao frio”, mas ele não desanima “em Setembro ou Outubro melhora” completa com entusiasmo.

 

Mais informações: (62) 3522-9010

Rodovia BR-153, Km 5,5 - Jardim Guanabara, Goiânia - GO, Cep: 74675-090

© Copyright 2012. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento